Rua José Guilger Sobrinho, nº 96 - São Paulo-SP 11 5891-8644 11 98810-2849

Dengue: prevenir para combater

Gostou? compartilhe!

Dengue: prevenir para combater

Ainda não há vacina para erradicar a doença, mas é possível se prevenir, evitando a proliferação do mosquito

Com a chegada do verão, o número de casos de dengue tende a aumentar no país. A temporada de calor e muita chuva oferece as condições climáticas ideais para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, único vetor da doença, que não é transmitida por meio do contato humano. "A maior incidência dos casos de dengue se dá justamente no período das férias de verão, quando a maioria das pessoas costuma viajar. Por isso, é indicado realizar uma pesquisa sobre o local que será visitado para evitar a exposição ao mosquito transmissor da doença", ressalta a Dra. Jane de Oliveira Teixeira, infectologista do Hospital Alvorada.

O último dia 23 de novembro foi o Dia Nacional de Combate à Dengue, criado para lembrar a população que é possível prevenir o surgimento dessa doença que, em situações mais graves, pode levar à morte. De acordo com o Ministério da Saúde, só nos dois primeiros meses deste ano os casos aumentaram 190% no País, em relação ao mesmo período de 2012. Isto se deve ao surgimento do DENV-4, um tipo de vírus que teve maior circulação. A boa notícia é que o número de óbitos diminuiu 20%.

A vacina contra a dengue ainda está em fase de testes, por isso a única medida para combatê-la é a prevenção. "A medida preventiva mais eficaz é acabar com os criadouros do mosquito. Evitando o acúmulo de lixo e de materiais que possam armazenar água, como pneus, baldes, pratos de vaso de plantas, caixas d'água sem tampa, tanques. Esses reservatórios devem ficar sempre cobertos e serem lavados regularmente", conta a infectologista.

A utilização de repelentes é uma alternativa que pode evitar a picada do mosquito, mas apenas os que são feitos à base de Deet (N,N-dietil-meta-toluamida na concentração de 35%). Esses produtos, porém, são contraindicados para grávidas e crianças menores de 12 anos.



Gostou? compartilhe!

Certificados

Whatsapp Interprag Whatsapp Interprag