Detetive

Descupinização (cupins)

Após uma análise dos técnicos responsáveis que identificarão as técnicas e metodologias de descupinização a serem utilizadas no local sobre qual tipo de cupim está lhe trazendo prejuízos, direcionaremos que tipo de tratamento deverá ser usado através de equipamentos de uso profissional adequado e produtos devidamente registrados no ministério da saúde, para um tratamento altamente eficaz e seguro, podendo ser através de injeções, pulverização, encharcamento, insuflação, infiltração, compreendendo madeiramentos, gessos, paredes, solo, jardins, etc.

A qualidade do produto, o conhecimento na realização dos serviços, são medidas para um controle eficaz da qual nos comprometemos sempre com o  cliente.

Entre em contato com a INTERPRAG que teremos medidas ofensivas e preventivas para que ocorra um controle eficaz de qualidade e sucesso.

Ciclo de vida dos cupinsAnatomia dos cupins

Tipos de cupim

Cupins subterrâneosRecebem essa denominação porque formam colônias no subsolo e acatam as madeiras que estão em contato direto com o solo. É a espécie que causa mais prejuízos. Os cupins subterrâneos se instalam frequentemente nas fundações das construções, protegidos da luz e dispondo de calor e umidade necessários para a sobrevivência. Para conseguir alimento (madeira/papéis, etc), eles fazem túneis podendo atravessar paredes, pisos cordões de gesso, fios e até concreto podendo literalmente abalar a estrutura do local.

Cupins de madeira secaVivem em madeira. Normalmente ficam restritos à peça atacada. Só conseguem passar de uma peça de madeira para outra se houver um contato entre elas. Como é sensível ao movimento, esse tipo de cupim dificilmente ataca cadeiras, portas e janelas. Preferem se alojar em batentes de portas e janelas, armários embutidos, rodapés, forros de madeira e móveis que são pouco movimentados. Um sinal de que um móvel, um batente ou um rodapé foi infestado por cupins é o acúmulo de resíduos em forma de pequenos grânulos que caem da madeira e muitas vezes se acumulam no chão. Sem tratamento, um móvel pode ser inteiramente destruído por um cupinzeiro.

Brocas As espécies mais frequentes são os lyctídeos e anobídeos. Os lyctídeos. São encontradas principalmente no interior de edificações. Os lyctídeos são besouros pequenos de corpo fino e alongado de cor marrom-avermelhada. Os anobídeos são ovalados e de cor castanho-escura. Dos ovos saem às larvas que vão escavar galerias no interior da madeira para poderem se alimentar.

Infestação de cupinsDanos por cupinsEscada infestada por cupinsServiço de descupinização